Confissões de Adolescente nos cinemas (trailer)

Não é só aqui no Babalu que os anos 90 estão com tudo. Os clássicos da época estão voltando à roda, um atrás do outro. O mais recente é o Confissões de Adolescente. A série, que ocupou muitos dos nossos fins de tarde, vai ganhar uma versão no cinema. O assunto já vinha sendo comentado há algum tempo, mas agora ganhou até trailer. Parte do elenco original vai estar presente, o que garante uma boa dose de nostalgia – mesmo com a história adaptada para os anos 2000 e tantos.

Dá uma olhadinha no trailer e se prepara pra correr pro cinema!

Gabriel Ferreira

Os melhores beijos do cinema (ah, o Dia dos Namorados)

Continuando a comemoração pelo Dia dos Namorados, selecionamos um post publicado em 2010, sobre os melhores beijos do cinema. A lista feita pela revista Monet tinha seis referências da década que adoramos. São elas: Uma linda mulher, Ghost, Meu primeiro amor, Jerry Maguire, Titanic e Nunca fui beijada.

Aliás, hoje tem Ghost na sessão da tarde, na Globo, para inspirar os casais apaixonados (ou causar sofrimento aos solteiros tristonhos).

Imagem

 

Namorar que nada. Eu quero é rodar!!! Na ciranda dos famosos!

Se os casais pops da nossa infância tiverem alguma influência na maneira como encaramos a vida amorosa… hummm… É sinal de que a coisa está feia pro nosso lado!!!

Olha só o tamanho desse rolo:

Vavá namorava Mary Alexandre que namorava Fábio Junior que namorava Patricia de Sabrit que namorava Luciano Huck que namorou a Ivete, mas casou com a Angélica que namorou o Mauricio Mattar, que namorou um bando de gente.

Antes disso, Luciano namorava Eliana que namorava o Justus que namorava a Galisteu que namorava o Senna que namorava a Xuxa que namorava o Luciano Szafir que virou só o pai da Sasha.

E mesmo quem ficou de fora dessa pegação toda, também tem culpa no cartório.

Close nesses casais incríveis que também marcaram os anos 90:

Cláudia Raia & Alexandre Frota

Imagem

Wanessa Camargo & Dado Dolabella

(Esse com direito a clipe: O Amor Não Deixa)

http://www.youtube.com/watch?v=cssurht1CYY

Imagem

Taís Araújo & Netinho

Imagem

Sandy & Paulinho Vilhena

Imagem

Preta Gil & Caio Blat

Imagem

Vera Fischer & Floriano Peixoto

Imagem

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Por Mariane Battistetti, Gabriel Ferreira e Daniele Pechi

Eu, minha Capricho e minhas amigas

Os boatos de que a revista Capricho estaria chegando ao fim me deixou bem triste…

ImagemQuando penso em Capricho, lembro das longas horas que ficava vendo as fotos das roupas da moda, dos artistas, das modelos, lendo concentrada as dicas: como conquistar o gatinho da sua classe, que roupa usar na festa de 15 anos da sua melhor amiga, quem é o novo mocinho da Malhação que está fazendo sucesso, e claro os famosos testes de temas incríveis e difíceis da época.

Eu e as minhas amigas carregávamos por dias a revista, no clube, na escola e nos encontros no quarto todo decorado de rosa e de pôsteres dos famosos… Que delícia! Que vontade de estar sentada no meu tapete de fuxico com elas, com as almofadas e com a Funny (minha schnauzer mais fofa! )

Chamadas com sexo, Disney, namoro, moda e prêmios da Giovanna Baby

Imagem

Imagem

Por Mariane Battistetti

E se os personagens de Game of Thrones tivessem vivido nos anos 90?

Quem fez essa pergunta maluca (e criou a resposta, graficamente) foi o designer francês Mike Wrobel, que hoje mora no Japão. Mike juntou duas paixões: a série (exibida na HBO) e os anos 80/90, e fez gravuras com os personagens de Game of Thrones ao estilo da década que tanto adoramos.

ImagemImagem

(Imagens: Mike Wrobel/reprodução)

Para ver mais, visite o site do artista.

Daniella Cornachione

E os domingos viram terças-feiras. É a volta do Saí de Baixo!

Jogue a primeira pedra quem não esperava a vinheta final do Fantástico para ver a cortina do Teatro Procópio Ferreira abrir e entrar no apartamento do Arouche, junto com Magda, Caco Antibes, Cassandra, Vavá, Ribamar e Edileuza – logo depois substituída por Neide Aparecida.

Pois é, podem comemorar e guardar a risada! Depois de 11 anos eles voltaram num clima de class reunion – nas palavras de Falabella. O canal Viva vai exibir a partir do dia 11/06, terça-feira, às 20h30, quatro episódios especiais do programa. Tudo é igual! Só as piadas que mudaram e acrescentaram bordões como o “chupa Feliciano”.

E pra continuar o clima de saudosismo e nostalgia – as pérolas da Magda!

Por Mariane Battistetti

Brincadeira de menino!

Bond Boca: a propaganda mais assustadora dos anos 90

Bond Boca: a propaganda mais assustadora dos anos 90

Sempre fui um apaixonado por esse blog e fiquei com um sorriso maior que o do Bond Boca quando fui chamado para fazer parte dessa nova etapa aqui do blog. Já que sou o único menino do grupo, resolvi fazer minha estreia aqui lembrando os brinquedos que marcaram os meus – e de tantos outros garotos – anos 90.

Não tenho dúvidas de que a brincadeira que mais vem à minha cabeça é o tazo. Se deixassem, passava horas batendo. Na escola, contava os segundos para o recreio, só para desafiar os coleguinhas – de preferência os mais tontos – em animadíssimas disputas. O negócio foi uma febre, como a Dani bem lembrou aqui, nesse post de 2009.

Mas nem só de tazo foi feita a vida de um moleque nos anos 90. A gente também colecionava minicraques. Lembro o quanto inveja os amiguinhos que tinham a coleção completa. Pouco tempo atrás encontrei um Edmundo perdido aqui em casa. Foi como entrar no túnel do tempo… E como o assunto era futebol, fui logo lembrando do Bate-falta com o Marcelinho Carioca. Como bom palmeirense que sou, odiava o “Pé de Anjo”, mas mesmo assim cai na tentação de pedir o brinquedo pro papai e pra mamãe. (Fiquei sabendo que reinventaram o brinquedo, com o Neymar, e estou pensando seriamente em comprar…)

Brincava com isso, mas juro que sou palmeirense...

Brincava com isso, mas juro que sou palmeirense…

De tudo o que eu brincava, porém, os meus grandes favoritos eram os carrinhos. Não qualquer carrinho, mas dois em especial: o Pé na Tábua e o Fusca Bala. O primeiro era aquele que tinha uma bolsa de ar atrás e, quando a gente pisava, ele saia correndo. Me sentia o próprio Senna! Já o Fusca Bala era ainda mais radical. O danado do fusquinha subia pela parede, gente! Ficava fascinado com aquilo (até hoje não entendo como acontecia) e tinha o sonho de fazer com que ele andasse pelo teto. Não realizei o sonho, mas me diverti muito tentando.

Acho que foi ai que começou minha paixão por Fusca....

Acho que foi ai que começou minha paixão por Fusca….

E você? Quais foram seus brinquedos favorito?

Gabriel Ferreira

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 218 outros seguidores