Só pra quem já esteve P da vida

Dia desses tava aqui na redação quando alguém começou a desenterrar os ídolos da adolescência. Saíram várias pérolas. Uma era do fã-clube oficial de Sandy e Junior, outra jurou que não gostava de Menudos e ainda tinha aquela que morria de amores pelos Backstreet Boys.

Daí que começamos a relembrar as musicas e…. fomos parar em Dominó. Afinal, todo mundo lembrava de ícones da MPB como “Manequim” e “To P da Vida”.

Pra matar a saudade, segue a letra de To P da Vida, pura poesia da música nacional:

Tô pê da vida

Tô vendo a gente tão pra baixo

Num baixo astral, num cambalacho

E muito pouco amor à vida

Tô pê da vida

E o mundo em volta da ferida

Em transes loucos, transas nossas

De mãos atadas vistas grossas

É muito pouco amor à vida

Tô pê da vida

Tão pondo fogo no planeta

E quem não tá vira careta

A fina flor do preconceito

De cor, de raça, de sujeito

Isso tem jeito (2X)

We are the world lá nas paradas

E gerações desperdiçadas

Em tantas lutas sem sentido

Fecha as cortinas do passado

Mundo grilado, dolorido

Que se conforma

Tô pê da vida

Doces jogadas ensaiadas

Nas mesas das nações unidas

Azucrinando nossas vidas

Jogos de dados combinados

Dados marcados

Tô pê da vida

Mas não me sinto derrotado

Não tem gatilho, nem cruzado

Que vai me por nocauteado

A esperança é uma música

Canta essa música, nossa música, é nossa música…

Tô pê da vida

Olhando a gente tão pra baixo

Num baixo astral, num cambalacho

E muito pouco amor à vida

Tô pê da vida

Mas isso quase não é nada

Tem que enfrentar essa parada

E tem que por a mão na terra

Eu tô na guerra pela vida

Só pela vida

Viva a vida (2X)

Por Ludmilla Pazian

Pagode feelings

Do site g1.com

Que o Babalu é Califórnia flerta com o pagode não é nenhuma novidade, afinal, um dos primeiríssimos posts do blog foi justamente uma enorme lista dos grupos mais malemolentes dos anos 90.

Mas o mais gratificante de tudo é descobrir que não é só a gente que não tem vergonha de assumir nosso lado pagodeiro. O redator brasileiro Tulio Pires Bragança não só curte um pagodão como também faz versões em inglês para os hits mais clássicos.

Em seu canal no Youtube, o Pagodeversions, Tulio reúne os vídeos em que toca os maiores hits da música pagodeira brasileira. Por enquanto são só cinco vídeos, com versões para músicas das bandas Exaltasamba, Só Pra Contrariar, Molejo, Os Morenos e Banda Brasil (?).  Destaque para o hilário título de ” Marrom Bombom” que foi traduzido literalmente para “Brown Goodgood”.

Aí vai o vídeo de “I’ve fallen in love with the wrong person”, também conhecida como ” Eu me apaixonei pela pessoa errada” do Exaltasamba:

Natalia Guaratto

Mamonas Assassinas: quantcha alegria!

CD de estreia da banda - lançado pela EMI - vendeu 2,3 milhões de cópias

CD de estreia da banda - lançado pela EMI - vendeu 2,3 milhões de cópias

Um tempo atrás (10 anos ou mais), ganhei um passarinho de estimação do meu tio e o chamei de Dinho. Não foi só porque achava o nome legal, foi principalmente por causa do vocalista dos Mamonas Assassinas.  Os cinco rapazes de Guarulhos fizeram um baita sucesso com um rock debochado e muito divertido. As letras eram cheias de erros de português e falavam um monte de bobagens — bons tempos quando o politicamente correto ainda não imperava.

Antes de chamar a banda de Mamonas Assassinas e de produzir músicas próprias, os cinco integrantes, Dinho (vocal), Júlio (teclado), Samuel (contra-baixo), Bento (guitarra) e Sérgio (bateria), tocavam cover de rock e se apresentavam como Utopia.

Em 1995, já como Mamonas Assassinas, os caras insistiram com algumas gravadoras e receberam uma chance da EMI. O primeiro – e único – CD gravado em estúdio vendeu mais de 2 milhões de cópias.

Um dos jargões mais conhecidos resume bem a trajetória dos Mamonas: sucesso meteórico. Em dez meses os rapazes saíram da cena underground de Guarulhos para ter um dos cachês mais caros do país: 50 a 70 mil reais por show. Em 2 de março de 1996, voltando de uma apresentação em Brasília, o avião em que a banda estava se chocou contra a Serra da Cantareira.

Naquela época eu tinha só 8 anos. Eu me lembro de ter ficado superchateada com o acidente – eu era uma das crianças a quem os Mamonas tinham cativado. Hoje em dia, quando Robocop Gay toca em alguma balada (quase sempre toca nas da Cásper), todo mundo dança e se diverte, porque foi isso o que ficou da banda, a alegria e não a tragédia.

Documentário oficial ainda não tem previsão de chegar às telonas do país

Documentário oficial ainda não tem previsão de chegar às telonas do país

Documentário

Pra quem não acompanhou a trajetória da banda ou quer relembrá-la, um documentário promete emocionar: Mamonas, o Doc teve pré-estreia na semana passada, 4 de julho, na cidade de Guarulhos. Os conterrâneos dos meninos foram os primeiros a ter acesso ao material, que ainda não tem data prevista para chegar aos cinemas do resto do país.

Daniella Cornachione

É no pagode, lê, lê, lê, lê, lê!

Quando o assunto é música, a década de 90 é lembrada pelo surgimento do movimento grunge, com a explosão de bandas como Nirvana e Pearl Jam, e também pela febre das boy bands, cujos expoentes são os garotos do BackstreetBoys, N’sync e Five. Já aqui no Brasil, a cena musical foi marcada por uma grande mistureba. De um lado, surgiam o mangue beat, a Nação Zumbi, e os Raimundos. De outro, o É o Tchan emplacava um sucesso atrás do outro. No meio de tudo isso, aparecia um gênero musical que se consagraria para eternidade: o pagode romântico. 

Misturando a batida do samba com letras melodiosas e refrões grudentos, Alexandre Pires, Salgadinho, Belo, Rodriguinho e companhia produziram dezenas de hits e venderam milhares de discos. O ritmo divide opniões, há quem ame e há quem odeie o pagode.  O fato é que nos anos 90, os pagodeiros entraram para a história e atire a primeira pedra quem nunca cantou um dos sucessos desses grupos!

spcSó pra contrariar – Foi formado em 1989, na cidade de Uberlândia (MG) e lançou o primeiro disco em 1993. Ficou famoso por causa das músicas “Que se chama amor” e “A barata”. Tinha Alexandre Pires nos vocais, que em 2002, abandounou o grupo para investir em carreira solo.
Vai dizer que você não cantou? – (Quero te abraçar, quero te beijar, te desejo noite e dia, quero me prender todo em você, você é tudo o que eu queria).

katingueleKatinguelê – Liderado pelo cantor Salgadinho, o grupo conquistou o sucesso graças às músicas  ” Inaraí” e “Engraçadinha”. Também ficou famoso por lançar a moda entre os pagodeiros de usar óculos escuros na testa. Está na ativa até hoje e lançou um disco recentemente.
Vai dizer que você não cantou? – ( Lua vaaaai, iluminar os pensamentos dela, fala pra ela que sem ela eu não vivo, viver sem ela é meu pior castigooo).

molejoMolejo – Desde 1993 nas estradas, o Molejo conquistou as paradas e o público apostando em letras engraçadas como “Cilada” e “Dança da Vassoura”. Difícil esquecer a irreverência e as trapalhadas do vocalista Anderson Leonardo.
Vai dizer que você nunca cantou? – (Andrézããão, sabe qual a brincadeira que eu mais gosto? É claro que não! Aquela brincadeira de beijar. Tudududu, tudududu, uh!)

travessosOs Travessos – Surgiu em 1992, mas viveu seu auge a partir de 1998, com Rodriguinho nos vocais. Fez sucesso ao acrescentar rap às músicas românticas como na faixa ” Quando a gente ama”.
Vai dizer que você nunca cantou? – ( Sorria que eu estou te filmando, sorria o coração tá guardando o seu nome aqui dentro de mim, uoo ô oouu).

 

sowetoSoweto – O grupo é mais conhecido por ter lançado o pagodeiro Belo e a moda dos cabelos descoloridos com água oxigenada, mas seu segundo disco “Refém do coração”, lançado em 1997 fez muito sucesso pelo Brasil inteiro.
Vai dizer que você não cantou? – ( É vocé que domina sem saber, meu desejo, meu prazer, toda vez que eu faço amor, seja onde for, é você…).

desliga_e_vem1Exaltasamba – Também com um ex-vocalista adepto do cabelo descolorido, o Exaltasamba surgiu em 1992 em São Bernardo do Campo (SP). É dono de inúmeros hits como “Desliga e Vem”, “Cartão Postal” e “Luz do Desejo””. É um dos poucos grupos de pagode que conseguiu se manter mesmo com a saída de alguns integrantes e continua fazendo sucesso.
Vai dizer que você nunca cantou? – (Eu me apaixonei pela pessoa errada, niguém sabe o quanto eu estou sofrendo, sempre que eu vejo ele do seu lado, morro de ciúmes, estou enlouquecendo).

negritude-jr-porcelanaNegritude Júnior – É mais conhecido pelo vocalista Netinho de Paula. Se Formou na Cohab de Carapicuíba em 1986, mas só se se projetou nacionalmente em 1999, graças à música “Conto de fada”.
Vai dizer que você não cantou? – ( Tô chegando na Cohab para curtir minha galera, dar um abraço nos amigos e um beijinho em minha cinderela).

 

artpopularArt Popular – Gravou seu primeiro disco em 1993 e se diferenciou por acrescentar elementos de música eletrônica e black em suas músicas.  Variando sucessos românticos como “Valeu demais” e canções irreverentes como “Bom-bocado”, o grupo continua na ativa.
Vai dizer que você nunca cantou? – (Pimpolho é um cara bem legal, que pena que não pode ver mulher, na dança ele já pede pra baixar, já pede pra baixar, ela quer parar e ele não quer!).

Natalia Guaratto